domingo, 7 de outubro de 2012

: : Falecimento de SOPHIA KRÜGER : :




: : Falecimento de SOPHIA KRÜGER : :

Lamentamos informar que no último dia 01º de outubro de 2012, à 01:00 hora da manhã daquela segunda-feira, faleceu a prima SOPHIA KRÜGER, aos 89 anos de idade.
Os que participaram do Encontro da Família Krüger, em 2007, devem se recordar dela, que lá compareceu e se constituiu na única bisneta do imigrante Friedrich Krüger presente ao evento.
Na ocasião, no momento em que foi decerrada a placa contendo o brasão da família, no interior da Casa da Memória, a prima Sophia foi convidada para o ato, representando o ramo de seu avô Gustav Krüger, tendo ao lado o jovem primo Jorge Aurélio Krüger Junior, representando o ramo de Guilherme Krüger (irmão de Gustav).
No salão em que ocorreu o almoço de confraternização, a prima Sophia, então com 85 anos de idade, usou do microfone para proferir algumas palavras e nos brindou a todos cantando uma música. A respeito, cabe recordar que, durante mais de 45 anos, atuou ela como soprano junto ao Coral da Paz, a mais antiga instituição de canto coral de Joinville ainda em atividade, fundada em 1892 junto à Igreja Luterana da cidade, chegando a gravar alguns CDs.

Sophia Krüger (ao centro na foto) no Encontro pelos 150 Anos dos Krüger no Brasil, em 2007. À esquerda, sua prima em 2º grau Rose Mary Eggers e, à direita, sua sobrinha-neta Maika Krüger.

Sophia Krüger nasceu a 27 de novembro de 1922, em Joinville, como filha do casal Henrique Krüger e Anna Reddin Krüger, de modo que completaria 90 anos de idade no dia 27 do próximo mês. Recebeu seu nome em homenagem a sua avó paterna, a também Sophia Krüger (nascida Eggers), tendo sempre muito orgulho de que seu nome era grafado com "ph" e não com "f".
Foi batizada a 11 de abril de 1923, junto à Igreja da Paz, tendo como padrinhos de batismo sua tia-avó Emma Eggers, seu primo-irmão Arno Schwabe e sua prima-irmã Sybilla Krüger. Não veio a se casar, mas fez de seus sobrinhos os filhos que não teve.

Sophia Krüger (à direita na foto), ao lado de sua cunhada Norma Nocette Krüger,
provavelmente entre fins dos anos 40 e início dos 50.

Durante cerca de 40 anos trabalhou na empresa Meias e Malhas Campeã, de Joinville, sendo homenageada quando de sua aposentadoria com uma placa de prata além de outras manifestações, dentre as quais um torneio de futebol de salão denominado de "Troféu Sophia Krüger".
Conhecida em família apenas por "Sophi" (pronuncia-se "Zófi"), foi uma amante do crochê e dos jogos de canastra. Nos últimos anos de vida residia no Ancionato Bethesda, pertencente à Igreja Luterana de Joinville, onde faleceu. O sepultamento deu-se no mesmo dia, às 15:30 horas, no túmulo de seus pais, situado no cemitério municipal de Joinville, contando com a presença de vários parentes e amigos e com o recebimento de várias flores e coroas, que transformaram o jazigo em um verdadeiro tapete florido.
O Coral da Paz esteve presente, entoando algumas músicas e hinos, bastante tocantes, sendo a cerimônia encerrada à beira do túmulo sob as palavras da pastora da Igreja Luterana e, conforme foi por ela ressaltado, sob o canto dos pássaros.
A família enlutada convida os parentes e amigos para o culto em memória de Sophia Krüger, a ser celebrado no próximo dia 09 de outubro de 2012 (terça-feira), às 18:30 horas, na Igreja da Paz, a mesma em que fora batizada há quase 90 anos, situada no centro de Joinville (Rua Princesa Isabel nº 438, junto ao Colégio Bom Jesus).


É proibida a reprodução do conteúdo deste blog para fins comerciais. Desde que autorizado pelo autor e sendo citada a fonte, é permitida a reprodução deste conteúdo para fins didáticos. Solicite autorização por e-mail: paulo_joinville@yahoo.com.br


Postar um comentário